RSS

No blog de '2015' 'novembro'

Colesterol X Alimentação

A busca uma boa qualidade de vida tornou-se objetivo comum para boa parte da população e a Personale debate esse assunto que aflinge milhões de brasileiros. Ao contrário do que muitos pensam, o colesterol é um lipídeo extremamente importante no nosso organismo, participa da produção das membranas celulares e dos hormônios esteroides (estrógeno e testosterona), sendo por esse motivo produzido em nosso próprio organismo, principalmente no fígado. O colesterol também pode ser encontrado em outros alimentos de origem animal, como carnes, leite, ovos, etc. Mesmo exercendo funções extremamente importantes em nosso organismo, o colesterol em excesso pode fazer mal, trazendo muitos distúrbios à saúde e proporcionando consequências graves.

Em nosso sangue são encontrados dois tipos de colesterol, que possuem a mesma estrutura molecular. Eles se diferem apenas quanto às proteínas sanguíneas que realizam o seu transporte. Quando associado às proteínas, o colesterol pode formar o LDL (LowDensity Lipoprotein - lipoproteína de baixa densidade) e o HDL (HighDensityLipoprotein - lipoproteína de alta densidade).Caso haja excesso de colesterol no sangue, acontece uma redução na captação do LDL pelas células e, consequentemente, um aumento da concentração de LDL no sangue. Quando em altas concentrações no sangue, o LDL começa a se depositar na parede dos vasos sanguíneos, causando a arteriosclerose. Por esse motivo, o colesterol que se associa às proteínas formando o LDL é também conhecido como “colesterol ruim”.

A necessidade de hábitos saudáveis para o nosso dia a dia são fundamentais na busca pela saúde, mas essa prática não deve ser feita apenas esporadicamente, mas sim com freqüência (para toda vida). A adoção destes hábitos saudáveis tem por objetivos a manutenção da saúde física e psicológica, aumentando a qualidade de vida. Fazem parte dessa rotina orientações nutricionais e um planejamento alimentar adequado, vamos ver algumas dicas gerais:

Orientações para controle do colesterol alto:
 
- Evitar o consumo de alimentos gordurosos como empadões, tortas, e quiches, frituras e molhos cremosos;
- Procure retirar a gordura aparente das carnes e a pele do frango, antes do cozimento;
- Dê preferência aos peixes, aves (peito de frango) sem pele e carnes magras (cozidos, assados ou grelhados). Reduzir e limitar o consumo da carne vermelha, carne de porco, miúdos, carneiro, frios e embutidos, camarão, marisco, frutos do mar e frituras em geral;
- Prefira o leite desnatado, iogurte desnatado, queijo branco, queijo tipo cotage e ricota. Evite o leite integral ou alimentos que o contenham, manteiga, creme de leite, chantilly, queijos gordos (prato, provolone, muzzarela, etc.) e requeijão integral;
- Dê preferência a pão, macarrão e arroz integrais, leguminosas (feijão, soja, lentilha, ervilhas) e cereais integrais (aveia, trigo, centeio, cevadinha). Reduzir e evitar tortas, bolos, biscoitos amanteigados ou recheados, bolachas e doce sem geral;
- A aveia é um dos alimentos que mais ajudam a diminuir os índices de colesterol no sangue! Coma em torno de 2 a 3 col. de sopa ao dia, do farelo, em sucos, mingau, sopa ou feijão;

- Dê preferência aos óleos insaturados, principalmente de girassol ou oliva. Reduzir e evitar banha de porco, margarina e manteiga em excesso. Requeijão light pode não ser tão gorduroso mais é tão artificial que não compensa. O ideal é usar o azeite de oliva no pão, geléia, mel, tahine, tofu ou uma manteiga pura chamada ghee, mas também sem exageros nas quantidades;
- Evite o consumo de alimentos industrializados como biscoitos, sorvetes, margarinas, salgadinhos, ricos em gordura vegetal hidrogenada, que aumenta as taxas de colesterol no sangue;
- Aumente o consumo de frutas, verduras e legumes, e coma de forma variada, sempre que possível com a casca e bagaço. Procure colocar diferentes cores no seu prato. Aumente o consumo de alimentos fibrosos e cereais integrais como aveia, linhaça e leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico).
 
Alimentos e práticas que aumentam o HDL (colesterol bom):
 
- Abacate (aproximadamente 2 col. de sopa ao dia);
- Vinho tinto (1 taça ao dia, coma refeição);
- Azeite de oliva extra virgem prensado a frio (1 col. de sopa em cada refeição- utilizar cru);
- Atividade física freqüente (40 minutos ao dia);
- Parar de fumar;
- Cebola crua (aumenta em 30% o HDL- ½ cebola ou 2 col. de sopa ao dia);
- Alho (estudos mostram que 1 dose diária de óleo extraído de 3 dentes de alho diminui em 7% o LDL e aumenta em 23% o HDL).
 
E lembre-se que o que aumenta efetivamente o colesterol sanguíneo é o consumo de gordura saturada e não de colesterol, por isso não se preocupe em comer 1 ovo ao dia ou a cada 2 dias (depende de fatores individuais), desde que não seja frito e de preferência caipira!

Dr. Marcelo Maciel, CRF  2757, Assessor Farmaceutico Personale

Nutricosméticos, a Beleza que vem de dentro!

O tempo continua sendo o principal inimigo da beleza, principalmente se somado à poluição, radiação solar e má alimentação. Mas, foi-se a época em que o conceito de beleza estava relacionado apenas à aspectos exteriores de cabelo, pele e unha onde somente usava-se tratamentos a base de cremes, shampoos ou loções; tempo em que a juventude ou a beleza eterna era algo inviável. Hoje a indústria dos cosméticos junto com o segmento alimentício vem trabalhando para trazer um pouco dessa beleza eterna a altura das mãos dos consumidores modernos através dos “cosméticos orais”.

A chamada beleza de “dentro para fora” que objetiva nutrir o organismo de substâncias essenciais para garantir a saúde do corpo e a boa aparência está ganhando cada vez mais espaço no mercado do bem estar e qualidade de vida; é o que se chama NUTRICOSMÉTICOS. Eles começaram a surgir na década de 90, mas só em 2008 começou a ter um crescimento acelerado e nos últimos anos tem sido um dos tratamentos mais procurados já que a idéia é unir a nutrição da saúde do corpo e da pele, amplificando a beleza interior. 

Esses produtos possuem ação biológica e funcional e foram desenvolvidos com substâncias ricas em vitaminas, sais minerais e ativos botânicos que combatem a ação dos radicais livres, agem como antioxidantes, ativos energéticos e termogênicos proporcionando mais disposição e aumento do gasto calórico. Tem também em sua composição oligo-elementos essenciais para a nutrição celular, proteínas hidrolisadas e aminoácidos que aumentam a síntese do colágeno pelo corpo. Resultando na solução de diversos problemas: hidratação, clareamento cutâneo, pigmentação e beleza da pele, prolongamento do bronzeado, anti- envelhecimento, redução da celulite, anti-rugas e anti-estrias, desintoxicação do organismo, emagrecimento, queima de gordura, manutenção dos cabelos e unhas hidratadas e mais resistentes.
As cápsulas nutricosméticas ou “cápsulas da beleza” são um complemento da rotina de beleza, um grande aliado na verdade, mas é necessário associá-la a hábitos mais saudáveis de vida tais como a re-educação alimentar, prática de atividades físicas e tratamentos tópicos de alta performance. Eles unem os benefícios dos alimentos e dos cremes hidratantes, firmadores e anti-idade potencializando seu efeito.

Os resultados variam de acordo com a individualidade biológica de cada pessoa e também são influenciados por fatores externos, como estilo de vida. Mas, em geral as cápsulas mostram seus resultados em média de 20 a 60 dias.

Este tratamento pode ser indicado livremente por médicos, nutricionistas ou farmacêuticos. Até o momento não há relatos de contra-indicações relacionadas ao uso dos nutricosméticos. Porém é importante saber que há riscos relacionados ao uso indiscriminado, principalmente em casos de hiperdosagem e em casos de gestantes e lactantes é melhor não consumir nada sem antes ouvir o seu médico. E, também consultar um especialista em caso de doenças renais crônicas, hipertensão, diabetes ou alergia.

Lembre-se:

1. Você deve-se ingerir as cápsulas por três meses, período que o corpo precisa para assimilar os nutrientes.2. Os Nutricosmeticos que protegem contra os raios solares e prolongam a cor - devem ser consumidas um mês antes e um mês após a exposição ao sol.3. Ao final do tratamento, interrompa o uso do produto e retome-o a cada três meses para manutenção.4. Os nutricosméticos são excelebntes, mas não fazem milagres sozinhos! Eles são uma ajuda extra. Portanto, não dispense uma alimentação correta, a prática de exercícios e o uso regular de tratamentos tradicionais de beleza.

Hipertensão Arterial: O que é isso?

Hipertensão Arterial é o termo médico para pressão alta. Ela faz parte da vida de muita gente, jovens ou velhos. A hipertensão arterial é uma doença bastante comum. Para se ter idéia de sua importância: de cada dez pessoas adultas, aproximadamente três têm pressão alta. É uma doença crônica, ou seja, que não tem cura e que vai aos poucos, silenciosamente, danificando órgãos importantes do nosso organismo (coração, rins e cérebro). Com o tempo, provoca insuficiência cardíaca, angina, infarto, derrame cerebral e insuficiência renal, podendo até levar à morte.

Todo mundo tem "pressão arterial, ainda bem, pois é ela quem dá força para o sangue percorrer um grande circuito de artérias e veias e levar a cada pedacinho do nosso corpo nutrientes (comida) e oxigênio (ar), que são essenciais para manter a vida", não confundir com pressão alta ou hipertensão arterial. O coração funciona como uma bomba que, quando bate, “tum” “ta” impulsiona o sangue pelas artérias. A passagem do sangue nas artérias cria pressão devido a resistência que esses vasos oferecem. A "pressão arterial" é a soma desses dois fatores.

Quando medimos a pressão arterial os valores nos são passados dessa forma, sempre um número maior “Máxima” na frente seguido por um menor ”Mínima”. O primeiro número - o maior - indica o valor da pressão sistólica e o segundo número - o menor - indica o valor da pressão diastólica. Ex: 120 x 80, 130 x 90.

O controle da pressão arterial é fundamental para o bem estar e a qualidade de vida de cada individuo.

Dr. José Rufino
Médico, Cardiologista.

Sedentarismo: Inimigo do Coração

Não são poucos os estudos ou pesquisas que apontam o sedentarismo como um fator que pode afetar potencialmente a saúde da pessoa. Sedentarismo é definido como a falta, ausência e/ou diminuição de atividades físicas ou esportivas. Considerada como a doença do século, está associada ao comportamento cotidiano decorrente dos confortos da vida moderna. Pessoas que tem um gasto calórico reduzido semanalmente pela ausência da prática esportiva são consideradas sedentárias ou com hábitos sedentários.

Os pesquisadores dizem que o problema é tão grave que deve ser tratado como uma pandemia. A inatividade física é responsável por uma em cada dez mortes por doenças como problemas cardíacos, diabetes e câncer de mama ou colorretal. Eles afirmam que a solução para o sedentarismo está em uma mudança generalizada de mentalidade e sugerem a criação de campanhas para alertar o público dos riscos da inatividade, em vez de lembrá-lo somente dos benefícios da prática de esportes.

Os benefícios de deixar o sedentarismo:

Praticar atividade física regular na maioria dos dias da semana diminui o risco de desenvolver ou morrer de várias doenças associadas ao sedentarismo. Atividade física regular pode melhorar a saúde das seguintes formas:


* Reduz o risco de morrer prematuramente.
* Reduz o risco de morrer de doença cardiovascular.
* Diminui o risco de desenvolver diabetes.
* Reduz o risco de desenvolver pressão alta.
* Ajuda a diminuir a pressão sanguínea em pessoas que já têm pressão alta.
* Reduz o risco de desenvolver câncer de colón.
* Diminui os sentimentos de ansiedade e depressão.
* Ajuda a controlar o peso corporal.
* Ajuda a manter ossos, músculos e articulações saudáveis.
* Ajuda idosos a ficarem mais fortes e mais capazes de mover se cair.
* Promove o bem-estar psicológico.
    
Atividade física não precisa ser extenuante para alcançar benefícios à saúde. As pessoas podem selecionar atividades que gostam e encaixam no seu dia-a-dia, por exemplo:
* Lavar carro e encerar por 45-60 minutos.
* Lavar janelas ou chão por 45-60 minutos.
* Jogar vôlei por 45 minutos.
* Jogar futebol por 30-45 minutos.
* Caminhar 2 km em 30 minutos.
* Pedalar 8 km em 30 minutos.
* Dançar por 30 minutos.
* Praticar hidroginástica aeróbica por 30 minutos.
* Nadar por 20 minutos.
* Jogar basquete por 15-20 minutos.
* Pedalar 6,5 km em 15 minutos.
* Pular corda por 15 minutos.
* Subir escada por 15 minutos.

Atividade física regular pode ajudar pessoas a melhorar sua força muscular e resistência, dar sensação de bem-estar e elevar a qualidade de vida ao melhorar a capacidade de desempenhar atividades cotidianas. Então, o que está esperando? Mova-se!